diário oficial
nota fiscal
transparência
ouvidoria
contracheque
leis
decretos
portarias

SMEC promove formação com professores e monitores das creches do Município.

12-09-2018 |
Educação, Cultura e Esporte

Nesta terça-feira, 11, a Coordenação da Educação Infantil da Secretaria Municipal de Educação, Esporte e Cultura com o apoio do Centro de Referência Especializado de Assistência Social – CREAS, Núcleo de Apoio Psicopedagógico – NAPP e da Secretaria de Saúde promoveram um dia inteiro de Formação com Coordenadores, Professores e Monitores das Creches do Município, com o objetivo de informá-los sobre as formas de violência contra a criança, como proceder quando algum acaso for identificado e primeiros-socorros.

“A formação se fez necessário pois o público que as creches atendem de 2 a 5 anos são crianças muito pequenas que passam o dia inteiro na creche, por isso nós pensamos em uma formação onde pudéssemos orientar os profissionais atuantes nas creches quanto ao que é o CREAS, sinais e sintomas do abuso sexual e o que fazer quando houver suspeita”, informou a Coordenadora Pedagógica da Educação Infantil, Gisele Gomes.

A psicóloga do CREAS, Jamile Pires e o Coordenador do Setor, Adevanil Higino discutiram sobre o combate e a prevenção de abusos e maus-tratos contra crianças e adolescentes e o papel da escola no enfrentamento dessas situações. “Nunca é demais ressaltar o papel da instituição no combate e prevenção de abusos e maus tratos de crianças e adolescentes. Compreender quais são os sinais, as consequências, os fatores de risco e proteção, os encaminhamentos, entre outros, é fundamental para agir corretamente em casos suspeitos e/ou confirmados de violências contra criança e adolescentes”, ressaltou a Psicóloga.

O manual com orientações e cuidados com as crianças foi entregue para os profissionais das Creches da sede e do distrito de Lucaia e, na oportunidade a Enfermeira Sara informou sobre os primeiros-socorros em casos de engasgo, queda, queimadura, convulsão cortes e escoriações.

“A formação foi excelente.O conteúdo trabalhado foi o que vivemos na prática com os nossos alunos e na maioria das vezes não sabemos como proceder. Na faculdade o que aprendemos com os temas abordados é muito vago, então é muito importante termos momentos assim que foram bem conduzidos pelas palestrantes”, finalizou a monitora, Rayssa Ferreira.